Como é ter um cachorro na Alemanha

Esta é a Penélope, uma Boston Terrier de 1 ano e meio que é a xodó dos meus amigos Richard e Vanessa. 🐶 💕

A Vanessa é uma médica veterinária brasileira que mora em Munique. Ela irá contar com detalhes a seguir como é adotar e viver com um cachorro na Alemanha!

cachorro-na-alemanha-6

Adoção e compra de cachorros na Alemanha

A Penélope foi comprada e não adotada em um abrigo. Eu gostaria de tê-la adotado, mas fiquei sabendo que o Tierheim (abrigo de animais) aqui é bem rigoroso e faz questão de visitar a casa do adotante para ter certeza de que o cão terá boas condições de moradia. Como na época eu morava num apartamento pequeno, achei que eles não iriam autorizar a adoção. Por isso, resolvi comprá-la.
Escolhi a raça baseada na personalidade brincalhona e amigável do Boston Terrier e também porque seria um cachorro pequeno, mesmo quando ficasse adulto. Vi uma foto dela pela internet e me apaixonei. Entrei em contato com a dona e fomos visitá-la em Regensburg. Depois da visita, sabia que tinha encontrado a minha filhota.

cachorro-na-alemanha-5

Regras para ter um cachorro na Alemanha

Todo cachorro da Alemanha deve ser registrado na sua cidade. Depois disso, ele recebe um número de identificação. Quando o cãozinho morre, isso deve ser informado à Prefeitura também.
O cachorro paga um imposto anual que varia de acordo com a cidade em que vive. Em Munique, por exemplo, o valor é de 100 Euros anuais. Algumas raças consideradas perigosas (como Pitbull) pagam impostos muito mais altos e o dono deve ter uma licença especial para poder tê-los.
Assim que você começa a pagar imposto, o cão recebe uma plaquinha de identificação com seu número de registro, que deverá ser sempre usada na rua. Caso haja fiscalização e o cachorro não esteja com a plaquinha, o dono deverá pagar uma multa.

cachorro-na-alemanha-4

Circulação dos cães pelas ruas

A maioria dos cães são adestrados e muito bem comportados, já que muitos frequentam uma Hundeschule (escola para cachorros) – e eu acho ótimo poder levar a minha filha peluda para quase todos os lugares.
Normalmente, os cães só não podem entrar em lugares que vendem comida (como supermercados) e em algumas farmácias. E quando não são bem-vindos, há uma placa do lado de fora do estabelecimento avisando.

cachorro-na-alemanha

Cachorros no Transporte público

Todos têm direito a levar um animal no transporte público sem ter que pagar nada a mais por isso. A partir do segundo animal, aí sim paga-se uma taxa.
O importante é que seu cachorro seja acostumado a utilizar os meios de transporte para que não tenha problemas com isso. As pessoas normalmente não se importam, ninguém fica olhando e achando estranho levar o cão a todos os lugares – e eu acho isso ótimo! Para muitos alemães o cachorro é como um filho.

cachorro-na-alemanha-2

Viajando pela Alemanha e União Europeia

Todo cachorro deve ter passaporte europeu, ser microchipado e ter as vacinas em dia. Além disso, deve sair na rua sempre com a plaquinha de identificação da sua cidade contendo seu número de registro. Assim ele poderá viajar por toda Alemanha e Comunidade Europeia sem problemas.
A Penélope já viajou de carro e de trem e nunca teve problemas. Ela já foi para Berlin, Bamberg, Rothenburg ob der Tauber, várias cidades no vale do Reno, Áustria e até visitou Castelos como o Neuschwanstein. Ela adora viajar e uma vez que está no carro ou trem relaxa e dorme – um amor!

cachorro-na-alemanha-1

Abrigos para animais na Alemanha

Já visitei um abrigo para animais e lá eles são muito bem tratados: têm caminha, brinquedos, comida e tratamento médico veterinário. Muitos animais que estão lá foram “importados” de outros países (como Grécia ou Romênia), pois aqui têm maiores chances de serem adotados e bem cuidados.
Eu, particularmente, nunca vi um só cão abandonado nas ruas…. Definitivamente se eu fosse cachorro gostaria de morar na Alemanha!

cachorro-na-alemanha-3

Sobre Márcia Oliveira 78 Artigos
Márcia Oliveira é uma carioca completamente apaixonada por viagens. Atualmente mora em Munique, na Alemanha, onde trabalha como guia de turismo para brasileiros. É formada em jornalismo, tem paixão por fotografia e tecnologia. Ama a família e os animais. Aprecia as coisas simples da vida. E adora escrever no blog e receber mensagens dos leitores!

10 Comentário

  1. Minha cachorra late muito e ano que vem vou mudar para a Alemanha com ela. O que eu faço?
    Qual o valor da escola de cachorros? Em que idiomas são ?Pq meu alemao é bem básico!
    Aonde eu registro ela? Na prefeitura?

    • Oi Roberta! Pela minha experiência aqui em Munique, já é bem difícil arranjar um apartamento, mesmo que você não tenha animais de estimação. Quando eles fazem parte da família, a coisa se torna ainda mais restrita. É preciso ter paciência e persistência. Mas o que digo é que sempre vale a pena tê-los conosco, por isso esse esforço nunca é em vão. Abraços!

    • Alugar casa ou apartamento é sempre um problema nas grandes cidades da Alemanha – há pouca oferta pra uma demanda enorme. Com animais as coisas se tornam mais difíceis ainda. Mas, não é impossível conseguir, tanto que eu tenho 3 gatos e moro aqui. O importante é ter persistência e correr atrás das ofertas assim que forem publicadas. Abraços!

  2. Oi Márcia tudo bem?

    Eu tenho dois cães e pretendo trazer eles para morar comigo na Alemanha, um deles é deficiente, acha que podem barrar ele por ser assim? Sei que a pergunta é meio idiota mas fico com isso na cabeça.

    • Oi Eric! Acredito que não exista qualquer problema quanto a isso. Em nenhum momento das minhas pesquisas vi algo referente a alguma dificuldade com animais deficientes. De qualquer forma, pergunte à Vigiagro e à Companhia aérea pela qual deseja viajar. Boa sorte e torço pra que tudo dê certo! 🙂

  3. OLA .. Boa Tarde . Eu e meu esposo estavamos pensando em mudar para Alemanha , mais fui fazer a cotação para levar meus dois Pits e me disseram que a Alemanha não aceita essa raça ! Tem como vc me confirma esse dados por favor

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*