O que me irrita na Alemanha

Já escrevi há algum tempo sobre algumas das atitudes que mais irritam os alemães e dei também algumas dicas sobre como andar nas ruas da Alemanha sem deixá-los nervosos, evitando broncas (e até mesmo acidentes). Mas agora chegou a minha vez de listar o que mais me irrita na Alemanha.

Na verdade, eu amo morar e trabalhar aqui, e se for fazer uma lista das coisas que admiro e comparar com a lista do que me incomoda, tenho certeza de que a primeira lista será consideravelmente maior que a segunda.

Como a gente sabe, nenhum lugar no mundo é perfeito, e mesmo achando que a Alemanha é um ótimo lugar para viver, há algumas coisas que eu acredito que poderiam melhorar, como as que listo logo abaixo.

Assoar o nariz na mesa

Isso é muito comum por aqui e ninguém estranha. Mesmo estando no meio de uma refeição, o cidadão tira um lenço do bolso e… “Fooooooon”. Sem nenhuma cerimônia. Será que não daria pra ele dar um pulinho no banheiro?

Não respeitar filas

Isso me irrita muuuito por aqui. Mas preciso ser justa: não é uma atitude comum somente entre os alemães, mas entre os europeus e orientais em geral. Basta ter um buraco na fila pra alguém chegar, entrar como quem não quer nada… E acabar ficando.

Deixar o banho (ou o desodorante) vencer

Ok, isso pode acontecer vez ou outra com todo mundo. O problema é quando aquela pessoa que parece não ter passado por um chuveiro há séculos fica fechada num mesmo local que você, como no metrô, elevador ou trem. Ninguém merece! Felizmente, tal situação é cada vez menos comum por aqui e a maior parte da população parece ter bons hábitos de higiene.

Pressa para fazer o pedido nos restaurantes

Você entra numa padaria com milhares de opções de pães, sanduíches e tortas, e assim que começa a analisar a vitrine, a balconista já olha pra você perguntando o que deseja, querendo logo registrar seu pedido, gerando uma ansiedade enorme sem qualquer necessidade!
O mesmo acontece em alguns restaurantes: quando o garçom vem anotar os pedidos de bebida, pode ser que ele já queira também saber o que você irá comer – sendo que você ainda nem consultou as opções do cardápio!

Enfim, vocês devem estar pensando quem sou eu para questionar os hábitos e a cultura de outro povo. Sei que nós, brasileiros, também temos hábitos extremamente irritantes para alemães e estrangeiros em geral. Mas, como esse é um espaço pessoal, dedicado a falar sobre viagens e diferenças culturais, acho pertinente tratar sobre este tema.

E se tem algum hábito alemão irrita você, deixe sua mensagem nos comentários!

Sobre Márcia Oliveira 80 Artigos

Márcia Oliveira é uma carioca completamente apaixonada por viagens. Atualmente mora em Munique, na Alemanha, onde trabalha como guia de turismo para brasileiros. É formada em jornalismo, tem paixão por fotografia e tecnologia. Ama a família e os animais. Aprecia as coisas simples da vida. E adora escrever no blog e receber mensagens dos leitores!

2 Comentário

  1. Nas escadas rolantes,as pessoas que estão subindo devem se manter à direita, e as que sobem à esquerda, até aí tudo bem; só que se vc se distrair e deslocar-se para um lugar muito próximo à esquerda, pode contar que a próxima pessoa lhe dará um violento tranco quando passar por vc,podendo até jogá-lo no chão. Não importa Que seja uma pessoa idosa ou não!

  2. Quando fui visitar o Allianz Arena(muito lindo por sinal), descuidei-me e não percebi que ainda havia um degrau a ser descido. Resultado :um belo tombo!
    Surpreendi-me com a indiferença dos passantes que fingiam ignorar o acontecimento,passando com cara de paisagem,e, em momento algum se chegaram a mim para saber se precisava alguma ajuda,mesmo sendo eu uma pessoa idosa.
    De repente, ouço: “precisa alguma ajuda”? Lógico que era um rapaz brasileiro que estava com sua família e que havia assistido a ocorrência de longe.
    Nessa hora, eu que estava encantada com a atitude dos alemães ,ao observa-los em diferentes situações , achando que eram perfeitos em matéria de educação,fiquei sabendo que a solidariedade deles merecia um zero bem redondinho.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*