Castelo da Cinderela da Alemanha: guia completíssimo para visitar o Castelo Neuschwanstein

Dicas para as melhores fotos do Castelo que inspirou Walt Disney

O Castelo Neuschwanstein é o castelo mais famoso do Rei Ludwig II da Baviera, também conhecido por ser o “Castelo da Cinderela da Alemanha”. Ele é absolutamente lindo de todos os ângulos e parece ter saído de um conto de fadas! Não é à toa que o Neuschwanstein é uma das atrações mais visitadas em toda a Alemanha!

Por que você encontra as melhores dicas aqui?
Como guia na Alemanha, já fiz o percurso Munique Castelo dezenas de vezes, então vou contar tudo em detalhes para que sua viagem seja inesquecível e sem perrengues!
Quer conhecer o Castelo Neuschwanstein na companhia de uma guia brasileira?
Que tal fazer o nosso tour partindo de Munique? Você não precisa se preocupar com nada! Buscamos você em seu hotel, reservamos o seu ingresso e levaremos você para um dia inesquecível nesse cenário de sonhos! Entre em contato para mais informações!

Visita ao Castelo da Cinderela da Alemanha saindo de Munique

Normalmente, o passeio ao Castelo Neuschwanstein dura o dia todo e é realizado a partir de Munique. A capital bávara fica a cerca de 120 km do Castelo “Castelo da Cinderela da Alemanha”. Você pode chegar ao Castelo de trem, carro ou ônibus, conforme descrito a seguir.

Trem saindo de Munique

A partir da Estação Central de Trens de Munique (Hauptbahnhof), há trens regionais que costumam sair de hora em hora para a cidadezinha de Füssen. A viagem dura cerca de duas horas. De Füssen, pega-se um ônibus até o vilarejo de Schwangau, que abriga a montanha do castelo.

Caso não tenha segurança em comprar sozinho os tíquetes de trem nas máquinas da estação, procure um guichê da Deutsche Bahn (DB) e informe-se sobre a melhor opção de bilhete para sua viagem. Você pagará uma taxa extra para comprar o bilhete neste guichê. Dê preferência a trens diretos para evitar se perder durante uma baldeação. Pergunte também ao atendente qual a plataforma de partida ou consulte os painéis na estação.

Para retornar a Munique, você deverá fazer o trajeto contrário ao da ida. Verifique os horários dos trens com saída a partir de Füssen e veja o que melhor se encaixa ao seu itinerário.

Tome cuidado com trens que não voltam diretamente para Munique! Em alguns horários, será necessário fazer uma ou mais baldeações e você deverá ficar atento a isso para não se perder pelo caminho.

Carro saindo de Munique

   Ah, e antes que você pergunte, eu já respondo! 🙂

Sim, você poderá ir de carro alugado até o Castelo Neuschwanstein. Mas a viagem de trem é mais pitoresca e leva mais ou menos o mesmo tempo que a viagem de carro, com a vantagem de ninguém ter o compromisso de dirigir.

Durante a viagem de trem, passamos por lindos vilarejos, lagos e vemos os Alpes mais de perto, conforme nos aproximamos de Füssen. Costumo dizer, inclusive, que a paisagem que vemos do trem já é parte do passeio!

 Ônibus saindo de Munique

Existe uma companhia de ônibus alemã que realiza viagens regulares entre Munique e o vilarejo de Schwangau, onde fica o Neuschwanstein. A vantagem do ônibus em relação ao trem é que, com ele, não é necessário saltar do trem em Füssen e pegar um ônibus até Schwangau. O ônibus da Flixbus já deixa você aos pés do castelo. Por outro lado, o ônibus tende a ter atrasos mais frequentes que os trens.

Se desejar fazer a viagem de ônibus, entre no site da Flixbus e confira o trecho entre a rodoviária de Munique (Hackerbrücke) e Schwangau. Você poderá comprar seu tíquete online
.

Subindo até o Castelo Neuschwanstein

Existem três maneiras de chegar o Castelo Neuschwanstein a partir de Schwangau:

  • A pé em um trajeto de 1,5 km: não recomendo, a menos que você tenha disposição de sobra, um bom preparo físico e tempo de sobra. A subida dura entre 30 e 40 minutos.
  • De ônibus: é opção mais rápida e barata, mas que não funciona durante todo o ano. Você para a cerca de 600 metros do castelo e faz o restante do percurso a pé, parando na Ponte de Maria e em um mirante panorâmico.
  • De carruagem: as filas não costumam ser muito pequenas, mas é o meio de transporte que funciona durante todo o ano, inclusive no inverno. Você para a cerca de 300 metros do castelo e faz o restante do percurso a pé.
O panorama do mirante entre o ponto de ônibus e o Castelo Neuschwanstein

Ingresso para o Castelo Neuschwanstein

Deseja visitar o Castelo Neuschwanstein por dentro? Então preste atenção às dicas a seguir!

Alguns pontos que você deverá considerar para visitar o interior do Castelo Neuschwanstein:

  • O ingresso deve ser comprado exclusivamente no dia da visita, na bilheteria do castelo (Ticket Center), no vilarejo de Schwangau.
  • Você poderá reservar seu ingresso com, no máximo, 48 horas de antecedência, pagando uma taxa extra. Em finais de semana, feriados prolongados e na alta temporada (principalmente no verão europeu) a procura é muito alta e muitas das pessoas que chegam ao castelo sem a reserva não conseguem visitá-lo.
  • A visita é feita com hora marcada e não há tolerância aos atrasos. Por isso, você precisará calcular exatamente o tempo de que precisa para subir a montanha e chegar até a entrada do castelo, onde existem roletas para você passar o seu tíquete. Pontualidade é indispensável!
  • Não se pode fazer a visita sem a companhia de um funcionário do próprio castelo. Um guia acompanhará você e um grupo de visitantes em cada um dos seus cômodos.
  • Existe um guia em áudio em português que explica a história de cada um dos cômodos visitados. Há também tours em alemão, inglês e em outras línguas. Você deverá solicitar o idioma de sua preferência no momento da compra/reserva do ingresso.
É muito desagradável chegar ao castelo e se deparar com um aviso como este, informando que todos os ingressos já foram vendidos para aquele dia…
Se, por algum motivo, você não conseguir comprar os ingressos para visitar o interior do castelo, não volte imediatamente para Munique. Você poderá subir até a montanha do castelo para apreciá-lo bem de perto. Além disso, a vista lá de cima é linda! Aproveite os arredores do castelo, que também são de uma beleza indescritível.

Quando visitar

O Castelo é belíssimo durante as quatro estações! Sempre uma paisagem de tirar o fôlego!

Tour-Castelo-Neuschwanstein-Alemanha (2)

O Castelo Neuschwanstein está aberto à visitação ao longo de todo o ano, com exceção das seguintes datas:

  • 24, 25 e 31 de dezembro
  • 1º de janeiro

Entre abril até o dia 15 de outubro, o horário de funcionamento do castelo é das 9h às 18h. Entre o dia 16 de outubro até o final de março, o horário de visitas vai das 10h às 16h.

Neuschwanstein com guia brasileira
Os tours guiados em português para o castelo Neuschwanstein a partir de Munique são diários e acontecem ao longo de todo o ano. Entre em contato para mais informações e consulte a disponibilidade de datas.

Atrações nos arredores castelo

Além do castelo Neuschwanstein, há dois lugares em seus arredores que você não poderá deixar de visitar em Schwangau:

Alpsee (lago alpino)

castelo_neuschwanstein-7

O Alpsee é um lago cor de esmeralda localizado aos pés do Castelo Neuschwanstein. Ele fica perto da bilheteria (basta seguir a rua principal até o final) e é uma parada obrigatória antes ou depois do tour pelo castelo.

Marienbrücke (“Ponte de Maria”)

castelo_neuschwanstein-6

A Marienbrücke é uma ponte que oferece a vista mais bonita do castelo. Por isso, é também um local imperdível para garantir fotos e recordações lindas!   

Onde comer nos arredores do Castelo

  Há vários restaurantes em Schwangau que servem comida tradicional bávara. Mas muita gente prefere fazer um lanche para otimizar o tempo.

Para isso, não faltam pequenas lanchonetes que vendem pão com linguiça, pizza, batata frita, sorvetes… Ah, e cerveja regional, é claro!

Existe também um café dentro do castelo, que pode ser acessado no final da sua visita guiada. Além disso, há uma pequena lanchonete próxima à entrada do castelo (basta descer uma rampa em direção ao ponto de parada das carruagens).

Onde comprar souvenirs do Castelo Neuschwanstein

Há várias lojinhas na base do castelo vendendo souvenirs de todos os preços, para todos os gostos. Desde camisetas, guarda-chuvas e canetas até cervejas regionais e relógios cuco.

Existem também duas lojas dentro do castelo, pelas quais você passará ao final da visita guiada. A primeira loja é a oficial e vende itens exclusivos que, normalmente, não são encontrados nas demais. A outra é uma loja de souvenirs como várias outras que existem na região do castelo.

Acessibilidade para deficientes e crianças

De forma geral, é bom que você saiba que o Castelo Neuschwanstein não é acessível para quem apresenta dificuldades de locomoção. Há escadas no seu interior e o acesso ao castelo a partir do ponto de parada de carruagem ou ônibus exige algum esforço.

  • Caso você utilize cadeira de rodas ou apresente dificuldades de locomoção
    É imprescindível fornecer essas informação antecipadamente ao reservar seu ingresso. Há um elevador dentro do castelo que poderá ser utilizado durante a visita, mas você deverá estar apto a comprovar a necessidade de sua utilização. Caso o elevador seja liberado, você deverá seguir a sinalização e aguardar por um funcionário que irá buscá-lo no portão de saída.
  • Se estiver com bebês ou crianças pequenas  de colo
    Os carrinhos de bebê podem ser levados somente até a entrada do castelo, mas sua entrada no castelo não é permitida. Você deverá armazenar o carrinho em um dos guarda-volumes antes de entrar no castelo.

Onde tirar as melhores fotos no Castelo da Cinderela da Alemanha

Existe um lugar especial de onde você poderá ter uma visão magnífica do Castelo Neuschwanstein: esse lugar se chama “Marienbrücke” (“A ponte de Maria”). A ponte foi construída em 1840, quando o pai de Ludwig II (o então Rei Maximilian II) resolveu presentear sua esposa (a rainha Maria da Prússia) com esta incrível obra da engenharia.

A Ponte de Maria, no castelo Neuschwanstein, a cerca de 90 metros de altura.
A Ponte de Maria, no castelo Neuschwanstein, a cerca de 90 metros de altura.
A ponte, que foi reinaugurada em Agosto de 2016 após uma longa reforma, se localiza no desfiladeiro Pöllat e oferece também a visão de uma queda d’água belíssima, assim como das montanhas em seu entorno.

Como chegar até a ponte Marienbrücke

Para chegar até a ponte é bem fácil:

  • Caso você suba para o castelo de ônibus, a entrada para a ponte fica ao lado direito do ponto de descida, logo após uma pequena subidinha a pé. Você verá placas indicando a ponte.
  • Caso não tenha tempo para ir até ela antes de sua visita ao castelo, não tem problema: se for descer a Schwangau de ônibus, você passará novamente por este local.
  • Se optar por descer de carruagem, terá que mudar um pouco o seu caminho até chegar a ponte. Siga a sinalização.
  • E se subir ou descer a pé (eu não recomendo, a menos que você tenha um bom preparo físico e bastante disposição), ande mais um pouquinho seguindo a sinalização e dê um pulinho na ponte. Pode ter certeza: vai valer a pena!
Ah, e claro: se fizer o tour ao castelo de Neuschwanstein conosco, você não precisará se preocupar com nada: nós levaremos você até a Marienbrücke!
Caminhos para chegar à ponte que dá a melhor visão para o Castelo da Cinderela na Alemanha

Dicas para fotos na ponte

A Marienbrücke costuma estar bem cheia de turistas, ávidos por um registro do melhor ângulo do castelo Neuschwanstein. Por isso, tenha paciência, porque a disputa por um espaço é acirrada!

Este lado do castelo Neuschwanstein só pode ser visto da ponte de Maria
Vista a partir da Marienbrücke no início do Outono
Ao entrar na ponte, procure caminhar o máximo até o seu outro extremo, que costuma ficar um pouco mais vazio. Garanta um bom posicionamento e registre ao máximo todos os ângulos dessa paisagem espetacular.  É imperdível!

Funcionamento da ponte

Por questões de segurança, a ponte com a vista mais espetacular para o “Castelo da Cinderela da Alemanha” funciona apenas quando não há gelo no caminho.

Ou seja: não conte com a ida à ponte entre o final do outono (final de novembro) até o início da primavera (cerca do final de março). Neste período, consulte o painel próximo à bilheteria para verificar se existe possibilidade de acesso à ponte.

Apesar de a Ponte Marienbrücke não funcionar no inverno (e quando há gelo no caminho no outono e início da primavera), o Castelo que supostamente inspirou Walt Disney funciona durante todo o ano. Castelo Neuschwanstein no inverno

Panorama para fotografar da Ponte Marienbrücke
Impossível não passar pela ponte sem tirar milhares de fotos lindas!

Outros pontos que rendem belas fotos do Castelo Neuschwanstein e arredores

Existem outros pontos com vistas lindas que também renderão belas imagens do Castelo Neuschwanstein e de seus arredores:

  • Varanda do Castelo Neuschwanstein
  • Mirante no caminho entre a Ponte Marienbrücke e a entrada do Castelo
  • Patamar em frente ao ponto das carruagens
Ao contratar o nosso tour com guia brasileira saindo de Munique, nós lhe indicaremos os melhores lugares para fotografar o cenário de sonhos do “Castelo da Cinderela da Alemanha”!
Panorama da varanda do Castelo Neuschwanstein no inverno (com o lago Alpsee congelado) e no verão, com os Alpes ao fundo. Durante o inverno e quando há neve, a varanda costuma ficar com acesso impedido. Mas há um vidro na porta que permite o registro fotográfico.
Panorama da varanda do Castelo Neuschwanstein no inverno (com o lago Alpsee congelado) e no verão, com os Alpes ao fundo. Durante o inverno e quando há neve, a varanda costuma ficar com acesso impedido. Mas há um vidro na porta que permite o registro fotográfico.
Mirante no caminho entre a Ponte Marienbrücke e o Castelo da Cinderela da Alemanha. O Castelo Hohenschwangau aparece à direita da foto (castelo amarelo).
Mirante no caminho entre a Ponte Marienbrücke e o Castelo da Cinderela da Alemanha. O Castelo Hohenschwangau aparece à direita da foto (castelo amarelo).

Curiosidades sobre o Castelo da Cinderela da Alemanha

Você sabia que apesar de incrível, o Castelo da Cinderela da Alemanha não foi terminado? E que também ele foi um monumento em homenagem ao famoso compositor Richard Wagner?

Muitas curiosidades fazem parte da concepção e construção do Castelo Neuschwanstein e tornam sua história ainda mais interessante. Vejam só a seguir!

O mais fotografado dos Castelos da Alemanha
Um dos lados do magnífico castelo Neuschwanstein, na região sul da Alemanha

Muitos e muitos cliques!

Neuschwanstein é o mais famoso entre os castelos da Alemanha – e uma das mais famosas atrações da Europa, recebendo cerca de 1,6 milhão de turistas por ano. É também um dos monumentos mais fotografados do país.

Apesar de você poder fotografar à vontade sua lindíssima fachada e seu belo entorno alpino, é proibido tirar fotos no interior do castelo durante o tour guiado. Apenas após a finalização do tour, mas ainda dentro do castelo, você poderá tirar fotos estonteantemente bonitas da vista varanda, da simpática cafeteria e também da cozinha do rei, que permaneceu praticamente intacta.

O castelo está inacabado

Construído a mando do Rei Ludwig II, as obras foram iniciadas em 1868. Até 1886, ano em que o Rei Ludwig II morreu misteriosamente afogado em um lago próximo a Munique (Starnberger See), a maior parte das construções externas estava pronta, mas não seu interior, onde 15 dependências foram terminadas e decoradas.

Entre os cômodos finalizados e visitados durante o tour no Castelo Neuschwanstein estão:

  • A magnífica Sala do Trono
  • O quarto do Rei, todo em estilo gótico
  • Quarto de vestir de Ludwig II
  • O riquíssimo Salão dos Cantores
  • O escritório do Rei Ludwig II
  • Uma gruta artificial e um jardim de inverno
  • A sala do rei, onde existe um cisne em porcelana em tamanho real.
A ideia inicial era de que o castelo tivesse um total de 200 cômodos. A área total (incluindo todos os pisos) é de 6 mil m². A torre mais alta tem 80 m de altura.

Aliás, sabia que Ludwig II construiu mais dois castelos dos sonhos na Alemanha além do Neuschwanstein? Eles são o Palácio Linderhof e o Palácio Herrenchiemsee. Entre essas suas três grandes obras, somente o Linderhof foi finalizado.

Um palácio em Munique que também remete à história do Rei Ludwig II é o Palácio Nymphenburg. Lá você poderá visitar o quarto onde ele nasceu e também o Museu de Carruagens, onde se encontram expostos vários trenós e carruagens exuberantes encomendadas pelo famoso “rei sonhador”

Construção do castelo

Apenas entre 1869 e 1880 foram gastos 465 t de mármore, 1.550 t de arenito, 400 mil tijolos, 2.050 m³ de madeira, 3.600 m³ de areia e 600 t de cimento.

Durante quase de 20 anos, a construção do castelo era a que empregava mais pessoas na região.

Como no teatro

Como Ludwig II era um apaixonado pelas artes, deixou o projeto nas mãos de um cenógrafo, sendo a obra posteriormente executada por um arquiteto.

Ao visitar o castelo, você verá que muitos dos seus cômodos são, na verdade, uma tentativa de reproduzir um mundo de fantasia, uma maneira de escapar da dura realidade e do dia a dia do reino, que seu líder, o Rei Ludwig II da Baviera não desejava viver.

Escapando da realidade

O Castelo foi construído para que o Rei se isolasse do mundo, funcionando como um refúgio da vida pública. Mas visitas foram permitidas seis semanas após sua morte, custando 2 Marcos/pessoa. Em oito semanas, o Castelo Neuschwanstein recebeu um total de 18 mil visitantes.

Contrariando a vontade do Rei Ludwig II, que construiu o castelo para ser um de seus refúgios onde nenhum estranho deveria pisar, hoje em dia, ele recebe cerca de 1,6 milhão de visitantes por ano.

Tecnologia de ponta

Embora siga um estilo medieval, o castelo Neuschwanstein contava com tecnologia bastante avançada para a época: campainha a bateria para chamar serviçais; forno da cozinha com um grill que canalizava o ar quente para a calefação; sistema de água quente para as torneiras e descarga nos banheiros.

Esconderijo para obras saqueadas

Durante a Segunda Guerra Mundial, o Castelo Neuschwanstein foi escolhido para ser o esconderijo de obras de arte e móveis saqueados vindos principalmente da França. A distância grande de Berlim e o acesso difícil nos Alpes tornou a sua localização ideal para isso.

Com uma área grande disponível (já que o castelo não foi finalizado conforme seu projeto), havia bastante espaço para armazenamento dos saques.

Inspiração para Walt Disney

Acredita-se que Walt Disney tenha se inspirado no mais famoso dos castelos alemães para idealizar o Castelo da Bela Adormecida e da Cinderela, nos parques da Disney. Mas, na verdade, não existe uma comprovação de que isso realmente tenha ocorrido, embora seja totalmente plausível.

Muito mais do que apenas mais um dos castelos da Alemanha

A visita ao Castelo Neuschwanstein é muito mais do que a visita ao seu interior. A região onde se localiza o castelo é belíssima em qualquer época do ano.

Em Schwangau, lugarejo onde o castelo se localiza, você poderá visitar um lindo lago verde esmeralda. Da Ponte de Maria, localizada em um desfiladeiro espetacular, você terá uma visão privilegiada dos Alpes alemães. Sem falar em Füssen, cidade próxima ao castelo que é uma gracinha e merece ser visitada, caso você tenha tempo disponível.

Outros lindos castelos da Alemanha

Neuschwanstein, o “Castelo da Cinderela da Alemanha” é o castelo mais famoso da Alemanha. Mas existem vários outros castelos e palácios que você poderá visitar na região da Baviera. Além de encantadores, eles também têm uma localização altamente privilegiada, que certamente lhe renderão fotos de tirar o fôlego e lembranças inesquecíveis da Alemanha!

São eles:

Fachadas de três castelos da Alemanha: Castelo Neuschwanstein, Palácio Linderhof e Palácio Herrenchiemsee
Em sentido horário: Castelo Neuschwanstein, Palácio Linderhof e Palácio Herrenchiemsee

Respostas às perguntas frequentes

Quem construiu o Castelo Neuschwanstein?

O Castelo Neuschwanstein foi construído pelo Rei Ludwig II da Baviera entre 1869 e 1886 – também conhecido como o “rei louco” ou o “rei dos contos de fadas”. Ludwig II foi rei da Baviera entre 1864 e 1886, quando morreu em circunstâncias misteriosas após ter sido declarado insano.

É possível visitar o Castelo Neuschwanstein no inverno?

O castelo Neuschwanstein fica aberto durante todo o ano. Em qualquer estação ele poderá ser visitado, sendo que, no inverno, algumas partes ficam inacessíveis – como é o caso da ponte Marienbrücke.

Como comprar ingresso para o Castelo Neuschwanstein?

O ingresso para o castelo Neuschwanstein pode ser reservado online e retirado no dia da visita. Também pode ser comprado no dia da visita, na bilheteria que fica em Schwangau (dependendo da disponibilidade).

Como ir ao Castelo Neuschwanstein?

Saindo de Munique, você pode utilizar o trem, o carro ou o ônibus. O castelo fica cerca de 120 km de Munique. A viagem dura em torno de 2 horas.

Vale a pena visitar o Neuschwanstein por dentro?

Vale muito a pena conhecer o Neuschwanstein por dentro. O castelo foi todo planejado pelo próprio rei Ludwig II e é de uma beleza única! A visita passa por cerca de 15 cômodos terminados, entre eles a Sala do Trono, o quarto do rei e uma gruta artificial com jardim de inverno.

Qual a história do Castelo da Cinderela da Alemanha?

O Castelo Neuschwanstein foi a realização de um sonho do Rei Ludwig II da Baviera. Apesar de ter sido construído no século XIX (as obras iniciaram em 1869), é um monumento à cultura dos cavaleiros medievais. O Castelo não foi terminado, porque seu idealizador faliu e morreu cedo. Mesmo assim é imperdível em um bate-volta saindo de Munique!

O que significa o nome do Castelo Neuschwanstein?

“Neuschwanstein” é, em alemão, a junção de três palavras e significa “Nova Pedra do Cisne”.

Como se pronuncia o nome do Castelo Neuschwanstein?

A pronúncia correta é “Nóichvanstáin”.

Sobre Márcia Oliveira 116 Artigos
Márcia Oliveira é uma carioca completamente apaixonada por viagens. Atualmente mora em Munique, na Alemanha, onde trabalha como guia de turismo para brasileiros. É formada em jornalismo, tem paixão por fotografia e tecnologia. Ama a família e os animais. Aprecia as coisas simples da vida. E adora escrever no blog e receber mensagens dos leitores!

4 Comentário

  1. Adorei tudo só não concordo de vocês falatem “castelo da Cinderela “.Realmente você como guia não poderia se referir ao castelo assim. OS SEUS TURISTAS PRECISAM INTERAR-SE DA REAL HISTÓRIA.

    • Oi Ana! Felizmente temos liberdade para falar e nos expressar como desejamos. Viva a democracia! Meus turistas sabem tudo sobre o castelo, porque eu, como excelente guia, esclareço tudo a eles. Não aceito que uma pessoa que nem me conhece venha a meu blog questionar minha capacidade dessa maneira. Aceito críticas construtivas bem colocadas, mas não agressivas. Dica: seja mais educada com os outros blogueiros que fornecem informação gratuita a você e a outros internautas.

  2. Márcia, tem como visitar a ponte sem entrar no Castelo?
    Já visitei o Castelo mas era no inverno e não consegui visitar a ponte e o Lago porque estavam fechados. Estou retornando e queria passar por lá.
    Obrigada.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*