Castelos da Alemanha: curiosidades sobre o Castelo Neuschwanstein

Entre os vários e magníficos castelos da Alemanha, o grande destaque vai para o Castelo Neuschwanstein, que é uma construção fascinante! A natureza em seu entorno, com imensas áreas verdes, lagos cor de esmeralda e o relevo dos Alpes completam a paisagem digna de um conto de fadas e tornam a região uma das mais espetaculares de todo o país.

Uma dica para você que é brasileiro e quer visitar o mais lindo entre os Castelos da Alemanha!
Se você vai pra Munique e deseja visitar o magnífico Castelo Neuschwanstein, fale conosco e saiba mais sobre o nosso tour personalizado com guia brasileira! Você também poderá ainda conhecer a cidade Munique, outras regiões da Baviera e Salzburgo com a nossa companhia. Conheça aqui nossos passeios!
O mais fotografado dos Castelos da Alemanha
Um dos lados do magnífico castelo Neuschwanstein, na região sul da Alemanha

Muitas curiosidades fazem parte da concepção e construção do Castelo Neuschwanstein e tornam sua história ainda mais interessante. Vejam só!

Muitos e muitos cliques!

Neuschwanstein é o mais famoso entre os castelos da Alemanha – e uma das mais famosas atrações da Europa. É também um dos monumentos mais fotografados do país.

O castelo está inacabado

Construído a mando do Rei Ludwig II, as obras foram iniciadas em 1868. Até 1886, ano em que o Rei Ludwig II morreu misteriosamente afogado em um lago próximo a Munique (Starnberger See), a maior parte das construções externas estava pronta, mas não seu interior, onde 15 dependências foram terminadas e decoradas.

A ideia inicial era de que o castelo tivesse um total de 200 cômodos. A área total (incluindo todos os pisos) é de 6 mil m². A torre mais alta tem 80 m de altura.

Construção do castelo

Apenas entre 1879/1880 foram gastos 465 t de mármore, 1.550 t de arenito, 400 mil tijolos, 2.050 m³ de madeira, 3.600 m³ de areia e 600 t de cimento.

Durante quase de 20 anos, a construção do castelo era a que empregava mais pessoas na região.

Como no teatro

Como Ludwig II era um apaixonado pelas artes, deixou o projeto nas mãos de um cenógrafo, sendo a obra posteriormente executada por um arquiteto.

Escapando da realidade

O Castelo foi construído para que o Rei se isolasse do mundo, funcionando como um refúgio da vida pública. Mas visitas foram permitidas seis semanas após sua morte, custando 2 Marcos/pessoa. Em oito semanas, o Castelo Neuschwanstein recebeu um total de 18 mil visitantes.

Contrariando a vontade do Rei Ludwig II, que construiu o castelo para ser um de seus refúgios onde nenhum estranho deveria pisar, hoje em dia, ele recebe cerca de 1,5 milhão de visitantes por ano.

Tecnologia

Embora siga um estilo medieval, o castelo Neuschwanstein contava com tecnologia bastante avançada para a época: campainha a bateria para chamar serviçais; forno da cozinha com um grill que canalizava o ar quente para a calefação; sistema de água quente para as torneiras e descarga nos banheiros.

Esconderijo para obras saqueadas

Durante a Segunda Guerra Mundial, o Castelo Neuschwanstein foi escolhido para ser o esconderijo de obras de arte e móveis saqueados vindos principalmente da França. A distância grande de Berlim e o acesso difícil nos Alpes tornou a sua localização ideal para isso.

Com uma área grande disponível (já que o castelo não foi finalizado conforme seu projeto), havia bastante espaço para armazenamento dos saques.

Inspiração para Walt Disney?

Acredita-se que Walt Disney tenha se inspirado no mais famoso dos castelos alemães para idealizar o Castelo da Bela Adormecida e da Cinderela. Mas, na verdade, não existe uma comprovação de que isso realmente tenha ocorrido.

Sobre Márcia Oliveira 109 Artigos
Márcia Oliveira é uma carioca completamente apaixonada por viagens. Atualmente mora em Munique, na Alemanha, onde trabalha como guia de turismo para brasileiros. É formada em jornalismo, tem paixão por fotografia e tecnologia. Ama a família e os animais. Aprecia as coisas simples da vida. E adora escrever no blog e receber mensagens dos leitores!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*